segunda-feira, janeiro 16, 2006

Um sucesso em cada tentativa

Nunca percebi qual é a diferença entre tentativa e sucesso num contexto de dependência.
Se se é dependente/viciado de/em alguma coisa, mesmo que se deixe de a consumir nunca se perde o seu vício. Este ficará sempre latente, à espera de um momento de fraqueza.
Então se eu deixar de consumir algo por uma semana? Parece um fracasso; E se eu deixar durante um ano? Dez anos?
Bem sei que o sucesso só tem validade ao fim de uma vida inteira de batalhas ganhas. Mas uma vida inteira pode ser curta, mais curta que uma (longa) tentativa.
Qual é então o tempo aceitável? A partir de quando é que se pode chamar de sucesso?
Não será um sucesso o facto de se tentar, fracassar e continuar a tentar? Não será um sucesso, só o facto de se pensar em tentar? Não será um sucesso o idealizar que um dia se começará a pensar em tentar?
O sucesso é efémero, a tentativa é eterna.
Para mim, cada dia ganho à dependência é um sucesso. Quanto ao amanhã, logo se verá.

Nota: Quem não sabe o que é o vício não tem voto na matéria no que toca a comentar.

2 comentários:

Dizeres Meus disse...

cá para mim estás mas é a tentar arrnjar desculpas para o teu vicio de nao fazer nenhum ; )

André disse...

Olha! Olha! Perdi um Não Anónimo, mas já ganhei outro crítico...