sexta-feira, janeiro 06, 2006

Ateu ou não religioso?

Depois de uma agradável conversa com um amigo, sobre religião e afins, cheguei à conclusão que os rótulos, pelo menos para mim, não se adequam nem assentam na perfeição.
Estou farto aqui de dizer que sou ateu. Serei? Como é que eu me sinto em relação à religião?
Se tivesse vivido toda a minha vida numa ilha deserta, sem contacto com o exterior, sem conhecimento da existência da religião, estaria próximo do que sinto.
Eu vivo o dia-a-dia sem me preocupar com assuntos esotéricos como a vida depois da morte, pecados e beatices doutros géneros.
Aceito os religiosos mas não os entendo. Não sinto absolutamente nenhuma necessidade de um Deus, ou uma descrição detalhada do que acontece depois de expirarmos. Se sou "obrigado" a pensar no assunto, vejo-me tentado a pô-lo logo de lado, tal a impossibilidade e falta de lógica nos argumentos apresentados pelos manos místicos.
Sinto, sei, que a maior parte do que se defende na Igreja é completamente idiota, o que não abona em nada a religião que é a sua essência.
Acho as explicações (teorias) científicas sobre o universo e outros temas muito mais interessantes e inspiradores do que os apresentados numa Bíblia.
Então fica aqui decidido, a partir de agora sou não religioso!

Sem comentários: