terça-feira, janeiro 17, 2006

Eu já não sou eu!

Não consigo deixar de me sentir irritado quando alguém me está sempre a encher os ouvidos que não pode com certa pessoa, mas depois imita-lhe todas as expressões "engraçadas". Provavelmente sem se dar conta.
Todos nós somos influenciáveis; Todos nós apanhamos pequenas coisas (tiques, expressões, tipos de gargalhada, repetições de certas palavras) das pessoas que nos rodeiam, mas só daquelas que nos impressionam: positiva ou negativamente.
Se somos mais suscetíveis quando somos novos é perfeitamente compreensível. Ainda estamos a aprender!
Quanto mais velhos somos, mais permeáveis ficamos aos outros e às suas manias, acho...
Quando noto que alguém foi "contagiado" por mim (coisa rara) sinto-me contente, capaz e orgulhoso. E fico a gostar mais, ou apenas a gostar, desse meu paciente em fase terminal.
Eu não sou mais nem menos que qualquer outra pessoa, mas tento sempre não ser influenciado por alguém que eu não goste (já tem acontecido). Não me importo nada de ser influenciado, desde que sejam pessoas que eu goste.

Sem comentários: