terça-feira, julho 07, 2009

Alien

...A noite passada a minha mãe, ou como dizem as tripas, o meu invólucro recebeu o primeiro susto da minha parte...
...Os genes do meu pai é que são os culpados...
...A mamã, tadinha, é muito assustadiça...
...A noite passada a minha mãe viu o Alien...
...Puxei esse filme noutro dia e não pude deixar de reparar em certas semelhanças com o meu status quo...
...Tadinha da mamã...
...Depois de ver o filme eu resolvi brincar um pouco à alien...
...a barriga da minha mãe é bastante elástica...
...Acabei de ver o The Ring; é pena não ter contacto telefónico com o exterior...
...Vou nadar mais um bocado. Fui!...

segunda-feira, julho 06, 2009

Wireless-less

...Ok! Parece que sou metade alentejana, mas o que é demais enjoa; quanto tempo ainda tenho que ficar aqui?...
...A tecnologia aqui ainda é muito rudimentar; não há wireless...
...O cabo a que estou ligada é um pouco lento, mas já consegui sacar um filme...
...Eu e o baço (já está melhor da memória) acabamos de ver o Matrix...
...C'mon! Eu também estou ligada dentro de um banho qualquer e não me vêem a choramingar...
...Os americanos são uns mariquinhas...
...O meu kung-fu é forte...
...Quando tomar o red pill quero vestir de cabedal também; a bexiga anda a gozar comigo, diz-me que vou passar o primeiro ano fora da Matrix vestida de algodão fofo...
...Mais quatro meses para descer a toca do coelho...
...Signing out!...

domingo, julho 05, 2009

Olá!

...Escuro...
...Acabei de perceber agora que existo...
...Já sei algumas palavras que aprendi por eco: "Pára de me apalpar!", "Tira a mão!" e "Tarado!"...
...O tipo que é meu pai faz a minha mãe abanar muito...
...As tripas da minha mãe não andam muito bem...
...As tripas da minha mãe são um bocado chatas; estão sempre a pedir-me orientações; como se eu conhecesse alguma coisa aqui; estou farta de dizer que só estou de passagem...
...Há aqui um gajo que se chama baço que é um chato de primeira: está-me sempre a perguntar quem eu sou e o que estou a fazer aqui...
...Vou dormir um coche...

sexta-feira, julho 03, 2009

Ruas a mais

What a day!!! Mas não é do dia extremamente cansativo que quero escrever - sim, às vezes trabalho -, mas sim de certos episódios passados à tarde, que estou certo um dia serão aproveitados quando fizerem o filme "André Cardoso, o Grande".

Correios
Já não me lembro, mas tinha piada.

Rua
Uma senhora vem como um míssil teleguiado na minha direcção. As pessoas teimam que eu percebo de ruas...
- Sabe onde fica a Rua André o Grande? (claro que é inventada!)
- Não sei, mas deve ficar para aquela direcção, pelo menos existem muitas ruas para ali...
- Não! A rua André o Grande é para ali - apontando na mesma direcção que eu tinha apontado.
- Pois, também acho. Vira à direita e depois à esquerda. Não tem como falhar. Vai encontrar um monte de ruas nessa direcção.
- Não, não! A Rua André o Grande é ali.
Eu volto-me e leio a tabuleta. Realmente a Rua André o Grande esteve o tempo todo atrás de mim. - Pois, tem razão! - Preparo-me para me ir embora. Tarefa cumprida...
- Mas a rua é muito curtinha. Não vejo lá nada do que quero.
Desesperado - Se calhar é melhor perguntar num estabelecimento da rua orientações para o sítio para onde se quer dirigir. - Porra! Mas a gaja não me larga!
- Pois...mas não estou a ver nada. E agora? É uma rua tão curtinha.

Acho que fiz mal em ter escolhido o meu nome para uma rua tão curtinha. Não me parece nada bem.

- Olhe minha senhora, eu não lhe sei dizer onde é que é esse sítio que procura, TALVEZ seja melhor (pôr-se a andar) ir perguntar (p'ro $%#&%$#&) naquela loja...está a ver - aponto com o dedo e os olhos esbugalhados.
- Boa tarde. - Foi-se embora.
... - Vai-se embora e nem um obrigado. Rio-me sozinho e continuo a andar. Isto é só gente maluca.