quinta-feira, março 17, 2005

Pelas escadas abaixo?

Acerca de uma notícia que eu vi hoje e que é relativa ao caso da mãe que fez "desaparecer" a sua filha há uns meses atrás.
Esta mãe, apareceu há dias atrás com uns hematomazitos no seu corpito. Alegadamente, a polícia judiciária teria-a açoitado - Pancaditas de amor!
Até aqui nada de novo.
A piada está na "verdadeira" estória que a PJ veio contar hoje à TV:
Acontece que a suspeita queria se suicidar, tentando se atirar para o poço de um elevador. Confusão gerada, o(s) agente(s) tentando evitar este acto tresloucado da criatura, deram várias cambalhotas (no bom sentido) e flic-flacs para o evitar. Aparentemente, num destes exercícios de manutenção, a mamã-dos-infernos cai pelas escadas abaixo. E assim, nesta valorosa salvação da suspeita, aconteceu o aparecimento das malfadadas equimoses.
Eu a pensar que velha estória do "caiu pelas escadas abaixo" já estava ultrapassada e só servia para anedotas. Afinal ainda se usa!
Mesmo a ser verdade, quem é que de bom senso não duvida um poucochinho?
O que eu digo é que acabem com as escadas nas prisões e demais. Montem rampas!
Assim, o máximo que pode acontecer a algum aprisionados é sofrer queimaduras do atrito provocado pelo arrastamento por puxão do couro cabeludo, com o fim de levar o sujeito(a) ao refeitório, de maneira a que se possa nutrir convenientemente.
Eu já gostava da PJ, agora também lhes acho piada.

Sem comentários: