sexta-feira, março 18, 2005

Música, eu nasci p'ra música (...)

Há dias em que passo a manhã a cantarolar.
Provavelmente uma música com a qual despertei ou, ainda no meu estado inconsciente de sonolência, enquanto o despertador toca desalmadamente, alguma melodia ficou encalhada nos meus tímpanos.
Quando a música é gira, sou capaz de a cantarolar durante horas. O pior é que parece que há uma fundação qualquer de apoio à vítima, que defende os pobres desgraçados que têm que me ouvir. Estes gajos têm métodos de ataque que me irritam profundamente!
Enquanto eu tento que a melodia permaneça no meu cérebro a maior quantidade de tempo possível, sofro os mais diversos ataques.
Todos os telefonemas que faço, vão para a espera automática, ou seja, tenho que levar com outras músicas. As quais eu tento, ferozmente, que não cheguem aos meus ouvidos: Cantarolando alto; Desviando o telefone do ouvido; Rogando pragas.
Quando não é isto, é alguém perto de mim, que resolve cantarolar também, numa espécie de combate vocal. Quem primeiro começar a cantar a música do outro, perdeu!!!
Toda a gente, súbitamente, quer ouvir rádio. Eu fujo da música propagada por esta máquina-dos-infernos!
Todos os telemóveis que tocam têm melodias que ficam no ouvido.
Não quero mais música nenhuma a não ser aquela que tenho na minha cabeça - tenho que a gastar! Se não, não me livro dela! Ela aparecerá constantemente, para me assombrar.

2 comentários:

lullaby disse...

Hahahaha!!!
O pior ainda é a música de elevador!

P.s.tou a imaginar-te a cantarolar hehehehe

Dizeres Meus disse...

Não,
Pior mesmo é a música da Moviflor do anúncio a copiar a música daqueles servo-croato-romeno-moldavos.
Fónix, hoje liguei a televisão de manhã para ver as notícias e tava a dar esse anúncio, pois olha que fiquei com ela escarrapachada no cérebro ate agora.
Festa Festa é Na moviflor...........