segunda-feira, março 14, 2005

Estupidificador implacável

Desprezo pessoas más devido à sua estupidez!
Já odiava pessoas estúpidas, mas as que a isso juntam malvadez, abomino!!!
Já Einstein dizia mais ou menos assim: "Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. E, sobre o Universo, não tenho certeza.".
Gostava de saber se os estúpidos têm consciência da sua condição?
E se têm, escolhem não mudar? Ou, à semelhança de um qualquer ser diabólico, é a sua natureza e nada podem fazer para a contrariar.
Sei, por relatos históricos, que as bestas e os estúpidos sempre existiram e sempre andaram de mão dada. Mas porque é que eles existem? Será para contrabalançar a "normalidade"? Uma coisa do género Yin/Yang ou Caos e Ordem? Mais uma vez não sei a resposta.
Mas se eles têm que existir porque é que nós temos que os conhecer?
Não seria possível apanhá-los a todos e pô-los numa qualquer ilha isolada?
Agora estou eu a ser estúpido ao promover uma ideia fascista!
É um pau de dois bicos! Só é pena não estarem espetados todos os mentecaptos nas suas extremidades.

11 comentários:

Dizeres Meus disse...

Não tentes vencê-los, junta-te a eles.
Sabes que os Estúpidos conseguem converter-nos na sua ideologia, para tal basta misturarmo-nos com eles.
Tenta deixá-los à Porta, e afasta-te o mais que puderes. Se isso não funcionar, grita alto para não os ouvires, enmquanto os agrides com um taco.

Lullaby disse...

Já ouviste falar das mocas de Rio Maior???

Dizeres Meus disse...

Caro André,
Não sei se a frase que referes no meu blog é minha, se calhar já alguem a disse antes de mim. Mas saiu-me da cabeça, assim formatada e como me pareceu boa para um oráculo fiz o post dessa maneira. É o que dá ficar a pensar em posts em vez de estar a bulir. ; ) P
odes utilizá-la à vontade para o Vozes da Revolta.
Um Abraço

Anónimo disse...

A frase [...]Já Einstein dizia mais ou menos assim: "Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana [...] de facto a frase está MAL DITA!!!
Fica sempre bem dizer quem foi que disse tal frase, embora neste caso NÂO FOI Einstein que o disse. Ok dá para ver que foi para o "estilo", como que, eu sei bué disto...
Há que saber antes de escrever...

André disse...

Então se não foi Einstein, quem foi?
É que, por estranho que pareça, eu também ouvi essa frase num documentário sobre a vida dele que passou à "relativamente" pouco tempo.

André disse...

Fui verificar quem disse isso, de facto, e surpresa das surpresas...Einstein!
É estranho que quando alguém acusa outro de algo, esse alguém revê-se sempre nas suas próprias acusações. No teu caso, é evidente que utilizas determinadas frases e palavras para o "estilo", ao contrário do que eu faço, que é sempre para reforçar e enfatizar o conceito base.
És realmente idiota e glorificas a arrogância.

Anónimo disse...

Pois não foi Einstein que disse essa frase... podes sempre achar uma link de BD que o diga... Mas não foi ele...
Quem foi? Procura, tens que ser [...]curioso[...], esta é outra do "tipo" alavanca...

Anónimo disse...

Já agora, atribuem essa frase a Einstein como atribuem o facto de Galileu ter estado no cimo da torre de Pisa a atirar dois objectos com intuito de provar que massas diferentes caem ao mesmo tempo. Pois bem, ambas são mitos, estando documentadas como tal no livro de “História das ideias em Física” que se encontra na Faculdade de Ciências Universidade de Lisboa e que foi feito por vários Físicos historiadores…
É o que dá não ser […]curioso[…]e ver páginas da tanga...

Anónimo disse...

Já agora (parte 2), enterra-te mais que eu gosto...

André disse...

Até podes ter razão. Ainda não o provaste. Mas ages sempre de uma forma errada.
Esqueces-te que nem toda a gente tem o mesmo acesso que tu à informação.
Eu no teu lugar nunca chamaria a atenção de um amigo meu da forma que tu o fazes. Já alguma vez pensaste que ao fazer de alguém palhaço para lhe ensinar alguma coisa instila ódio e raiva e ressentimento.
E é por isso que és um porco de um arrogante.
Felicidades!

Anónimo disse...

Bom, para o provar teria que requisitar o livro, digitaliza o dito e, enviar a digitalização por mail, tenho mais do que fazer!!!
Mas se quiseres ser [...]curioso[...], o livro está consultável para qualquer cidadão, não é necessário ser aluno ou docente, basta ires à biblioteca da FCUL no Campo Grande. Para chegares à FCUL demoras 20 minutos a pé ou 15 de metro.
Relativamente à frase […] Esqueces-te que nem toda a gente tem o mesmo acesso que tu à informação […], eu fiz para ter acesso a essa bem como a outras informações, mas no caso particular ela NÃO TE ESTÁ VEDADA, por isso o teu argumento NÃO tem validade, falta-te […] curiosidade […]
Quem tem falta de argumento (André), parte para a ofensa gratuita, como se pode verificar na frase seguinte:
[…] E é por isso que és um porco de um arrogante. […] Além disso esta frase está mal construída…