quinta-feira, março 01, 2007

Covardes e heróis

Estará o mundo dividido entre covardes e heróis?
Apenas podemos rotular alguém com uma destas qualidades quando existe coerência e constância ao longo da vida.
O que é um facto incontornável é que os heróis vivem pouco e os covardes morrem velhos; Por outro lado, uns são lembrados com saudade e orgulho e os outros permanecem figuras obscuras e detestáveis.
Então o que fazer? Vivo pouco e amado ou muito e odiado?
Obviamente que a solução não é nenhum segredo, aliás, é aplicada por todos.
Devemos ser corajosos e audazes mas não suicídas por qualquer razão; Devemos saber quando dar um passo atrás ou um á frente, não só por nós mas pelos que nos rodeiam; Devemos defender os nossos ideais, mas não ao ponto do fundamentalismo; Devemos defender aqueles que amamos sem reservas, até à morte; Devemos defender as nossas posses e propriedades, mas nunca á custa da integridade física de outros.
No fundo todos tentamos ser corajosos no dia-a-dia, mas como somos humanos temos os nossos acessos de medo, hesitação, pânico e fobias, somos covardes.
As únicas personagens coerentes com qualquer um destas qualidades que conheço, pertencem á história (mortas, portanto), ficção ou banda desenhada; não conheço ninguém inteiramente uma coisa ou outra. E se for a pensar bem, a maior parte dos heróis e dos vilões que existiram também não foram coerentes. Tiveram ambos comportamentos antagónicos áquele que lhes marcou a vida.
Em última instância ser herói é não ter medo de ser covarde quando necessário, e ser covarde é ter medo de ser herói quando não é necessário.

Agradecimentos
Seria injusto se não desse o devido crédito ao blog da Marciana (divagações de uma extraterrestre), mais específicamente a este post que me obrigou a pensar mais sobre o assunto. Obrigado Marciana!

16 comentários:

Patrícia Cardoso disse...

Olha lá!!! não conheces nenhuma heroina??? então e a tua maninha???
ai ai essa cabecinha!!!

André disse...

Posso conhecer uma, mas não és tu é a minha mãe

João Pinto disse...

Tudo isso é muito bonito, mas se estivesses num cenário de guerra saberias certamente que não existe espaço para dúvida existenciais deste tipo!! Saberias que é uma questão de "matou ou morro!!"
Ou seja, se eles vêem pelo mato eu fujo para o morro e se vêem pelo morro, fujo para o mato!!!

Agora a sério, não existe ninguém totalmente covarde ou herói!!

Lembras-te da série televisiva A-Team, em que o personagem aparentemente forte como o aço e totalmente destemido recusava-se a andar de avião???

Patrícia Cardoso disse...

OK e como se costuma dizer : Quem sai aos seus (eu, claro!)não degenera!!

André disse...

Lembro e devo dizer que... não, não vou falar sobre os meus actos heróicos!

André disse...

Mas patrícia, ninguém sabe quem são os teus pais; a melhor relação familiar que conseguimos estabelecer foi com as couves que estavam ao teu lado no caixote de lixo quando te encontramos.

Patrícia Cardoso disse...

tás mt engraçadinho hoje??? o que é que se passa? é do amor?? :P

Patrícia Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia Cardoso disse...

Oh Andrézito... eu não queria... mas tu pediste!! Devo lembrar-te que tu é que foste encontrado!

Mail enviado ao André:

"Querido filho

Desculpa mas não encontrei outra forma para confessar-te senão esta, faltou-me a corajem...tu foste encontrado num caixote de lixo, compreendes agora a minha preferencia pela Patrícia que sempre foi a princesa dos meus olhos.

Espero que compreendas o quanto isto é dificil para mim, gosto de ti mas...a Patrícia é a minha filha preferida!

Compreendo que durante todos estes anos tenho sido muito complicado lidar com a superioridade da Patrícia. Ela é incomparávelmente mais bonita e inteligente que tu...não desanimes, aceita-te como és!

um beijo

mama"

P.S. A mama deu-me a password do e-mail dela

Quinta-feira, Março 01, 2007 11:55:00 AM

André disse...

És tão sonhadora! Sabes que nós aceitamos-te apesar das couves, escusas de armar estratagemas desses. Volta, estás perdoada.

Patrícia Cardoso disse...

Fraca argumentação!!!
looooooooooooooooooooooooool

André disse...

Desisto! Não se brinca com gatas borralheiras...

Lita disse...

oh filho...filho é uma força de expressão claro!
Deixa-te dessas coisas com a tua irmã, já te disse para te aceitares!!

Marciana disse...

dasss deixo de ca vir por umas horas e isto descamba, este dois são mesmo doidos, portem-se bem faxabore e é obvio que nenhum foi encontrado no lixo, afinal são iguais, só podem ser irmãos.

alfabeta disse...

OK, haverá aqui uma ligação de sangue entre a patricia e o andré?
Só por curiosidade.

André disse...

És astuta alafabeta ;-)