terça-feira, abril 10, 2007

Quando o amor acaba, acaba só para um




Nunca me esquecerei do calor e suavidade da pele dela.
Era tão branca que tinha uma espécie de aura quando o sol a iluminava. Até com a Lua ela irradiava.
Ela foi o amor da minha vida.
Juntas, derretiamos todas as noites os nossos corpos. Por baixo e em cima dos lençóis de cetim, poças de salgado suor misturado com o mais ácido licor dos Deuses.
As noites eram sempre nossas.
Nuas, entrelaçadas, as nossas linguas não deixavam um milimetro seco.
Umas vezes raivosas, outras, maternas.
Antes e depois do sexo, palavras e juras de eterno amor. Planos. Sonhos.
O sexo acontecia, o amor era.
Nunca senti tanto prazer como com ela. Ela completa-me... completava-me.
Invariavelmente ela fazia-me tremer. Espasmos pelo corpo todo. Não me conseguia controlar. Ondas de calor no estômago até abaixo. Não conseguia pensar em nada excepto na eterna e completa servidão que lhe prometia nos meus pensamentos. Ela era a minha Deusa. Por ela faria tudo.
Quando ela ria eu sentia arrepios. Ela ria-se para mim, oferecia-me a sua satisfação, a mim.
Quando ela se queixava, eu tudo fazia; Quando ela se zangava, eu me encolhia.
Eu era assim, submissa. Ela, poderosa. Mas eu amava-a, não me importava.
Finalmente, o amor dela acabou e eu, eu, destroçada, aniquilada, com uma doença incurável, um vírus que não me larga, uma toxina que me queima os músculos e me impele na sua direcção. Mas eu não quero, ainda tenho orgulho.

EU NÃO QUERO! JÁ NÃO!

Porquê que o amor acaba sempre só para um e não para dois?

15 comentários:

André disse...

És uma marota!

Andreia disse...

Obrigada andré. E obrigada por me deixares escrever no teu blog.

Avelã disse...

ahahahahah
adoro ver o andré comentar a andreia. a gaja é sensivel...

Moi Meme disse...

André...

pena a Andreia ser lésbica... vcs os dois podiam fazer um par tão lindo.

ahahahhahaahah

André disse...

somos grandes amigos, mais nada.

João Pinto disse...

Andreia, muito bem vinda a este espaço!! Que a revolta esteja contigo!!

alfabeta disse...

Por vezes tb acaba para os dois, só que vão- se tolerando um ao outro.Obrigado pela visita, bjs

Avelã disse...

Andreia és tão basica pa, paulo coelho claro ahahahahahaha

Patrícia Cardoso disse...

Andreia fico à espera de mais desabafos teus!! Não te preocupes a gaja não te merecia!! Eu sempre te disse que ela era uma Cabra!!

Florença disse...

A Andreia é um must (lésbico) :D

Moi Meme disse...

Andreia...

o teu meu amigo... o André... já me fez corar hoje, bem cedinho, pela manhã, enquanto dava os meus primeiros passinhos pela blogosfera! E não tinha nada a ver com lesbianidade, garanto-te!

Vê se escreves mais Andreia... queremos saber mais sobre ti!

Andreia disse...

Olha querida, acho que já sei do que é que te estás a referir. Esse gajo é um tarado! Mas deixa estar que aquilo é só garganta...Homens!!! É por essas e outras que prefiro mulheres.

André disse...

Eu não sou tarado...bem talvez um bocadinho.
Mas afinal o que é que eu fiz?

Moi Meme disse...

André...

Corei apenas pelo efeito surpresa!Não esperava ler uma descrição tão pormenorizada de como gostas que "o" façam! então a parte onde dizes que é para devolver é hi la ri an te!
Não me parece que sejas tarado como diz a Andreia... ela é que é 'ganda maluca... looool

Anónimo disse...

Cheguei agora e estou fora do contexto, onde é que está "descrição tão pormenorizada de como gostas que "o" façam!"?