sexta-feira, maio 18, 2007

O enigma da inteligência adulta

Há uns anos atrás cheguei à conclusão que os adultos da minha família afinal não eram assim tão inteligentes como eu pensava quando era puto.
Depois desta conclusão, passados mais uns anos, cheguei a outra: afinal eram inteligentes e que nas verdades simples é que está a verdadeira sabedoria.
Finalmente fiz a separação das águas. Há de facto uns que são inteligentes e outros que nem por isso.
As inteligências que me pareciam mais óbvias afinal não são nada por aí além, e as mais obscuras e, aparentemente, menos fundamentadas, são agora as mais brilhantes.
O que eu vou pensar amanhã não sei, mas o que as mais novas gerações vão pensar de mim já tenho uma ideia.

11 comentários:

Avelã disse...

FASCINANTE CRESCER NÃO É?

sem nexo nem sexo disse...

Bom dia!

Sabes que o que me aconteceu foi mais ou menos a mesma coisa mas com sentimentos? antes achava os meus pais perfeitos, depois foi a desilusão porque afinal os tipos enganavam-se. Agora vejo os como seres imperfeitos e gosto na mesma, e de maneira mais saudável... é giro isso de crescer....quando a coisa corre bem...

Como estàs?

André disse...

Pois, a mesma coisa aconteceu comigo e creio que acontece com todos nós.
Ninguém é perfeito e aquele que pensa que é, é o mais imperfeito de todos nós...

Eu estou bem. E tu?

sem nexo nem sexo disse...

olha...cá vamos...com muito calor e a escrever chats no blog da revolta....

olha lá....na verificação de palavras, tenho de escrever ppago....então e a factura?

(foi fraca a piada...eu sei)

André disse...

Aqui está fresquinho, em contrapartida a porcaria das árvores ao lado do meu gabinete andam a soltar pólen que me faz espirrar e coçar os olhos.

Foi fraquitazita, foi sim senhor...

sem nexo nem sexo disse...

tens de tomar zirtek, dá sono mas é melhor que pareceres um toxicodependente em estado terminal.

Ainda por cima fumas, deves estar lindo deves!!!!!

André disse...

Como ando com os olhos vermelhos toda a gente tem muita pena de mim porque provavelmente pensam que acabei de chorar. Tenho todas as vontadinhas feitas...
E ainda por cima fumo...!

princesinha urbana disse...

Como dia, e bem!, a avelã, crescer muda-nos a forma de ver a vida e de ver os outros, não haja dúvidas!

sem nexo nem sexo disse...

Estou aqui a cuscar (como deves ter visto)...e já agora estava aqui a pensar numa coisa (ela às vezes pensa...). Quando puderes, no sitio do costume....

sem nexo nem sexo disse...

André; obrigada, és um querido...


*

sem nexo nem sexo disse...

tá muito caladinho o menino....


;)