quarta-feira, julho 20, 2005

Engulo para não cuspir

Normalmente quando ouço coisas do arco-da-velha, ideias retrógadas, quando me deparo com velhos do restelo, a minha primeira reacção é sempre um pouco violenta. Não físicamente, mas verbalmente.
Ultimamente tenho treinado, praticado, uma reacção mais tolerante, e para não ser paternalista fico calado!
Acho que começo a ficar cansado de arremessar com a cabeça dos energúmenos que me rodeiam a uma parede que não existe, se não na minha cabeça.
Pode ser que seja eu que esteja errado na maior parte das vezes, mas se assim é não o sinto. É quase visceral...
Hoje então, fui o exemplo de um bom menino. Que nem a porra de um escuteiro, ouvi atentamente o que me diziam, enquanto engolia a minha própria saliva, violentamente, e acenava com a cabeça. Para quê cansar-me?
Nem vale a pena aqui descrever as ideias e opiniões que me cercam. Só de as ouvir fico extenuado.
Eu não digo que todas as pessoas sejam assim, mas tenho um azar do caraças...conheço um monte delas.

Sem comentários: