quinta-feira, abril 28, 2005

A alavanca é para o preguiçoso!

Se me perguntam qual o meu método de trabalho eu respondo que utilizo a invenção de Arquimedes, a Alavanca!, e bom senso.
A alavanca, porque não gosto de trabalhar à bruta. Quando me deparo com um trabalho gosto de pensar primeiro qual a maneira mais fácil e rápida de o fazer, e só depois, mesmo que demore algum tempo a pensar, é que o faço.
Sem dúvida acabo sempre por poupar tempo e energia.
E o bom senso, que é a escolha do instrumento indicado para o trabalho. Mesmo que não saiba da existência do instrumento/ferramenta, sei que já muita gente mais inteligente do que eu se deparou com tal problema, logo só tenho que verificar que características necessita ter o instrumento, e procurá-lo.
Este método foi-me ensinado quando eu era ainda adolescente e trabalhei durante uns tempos com um velho Mestre Pescador, muito sábio por sinal.
Apesar da área de que me ocupo agora seja totalmente diferente, este raciocínio serve para tudo.
Porquê que, então, grande parte dos trabalhadores não é pragmático no seu labor?
O meu velho Mestre dizia, dos pescadores, e eu aproveito e digo da maior parte das pessoas:
- O homem quer é mostrar trabalho! Quer é que os outros o vejam a suar que nem um porco (e o admirem por isso ) a levantar uma carga de 50 Kg! Apesar de mesmo ao lado estar um guincho que lhe fazia o trabalho facilmente e salvava-o de uma valente hérnia.
Eu acho que neste país ainda vivemos nessa mentalidade um pouco bruta e muito bronca.
Pensar é para os fidalgos, para os ricos. O homem do povo tem é que encarar o trabalho pelos cornos!
Pois eu não hei-de arranjar nenhuma hérnia, chamem-me os nomes que quiserem.

5 comentários:

Dizeres Meus disse...

Seu FIDALGO!!

Anónimo disse...

Infelizmente não foi Arquimedes que “descobriu” a alavanca, o que ele fez foi descreve-la, na sua totalidade, na forma matemática. Basta ser minimamente curioso para relacionar conhecimentos que são do conhecimento geral, nomeadamente o facto de os egípcios já usarem a alavanca antes de Arquimedes nascer, bem como outras civilizações mais antigas. O grave é alguém afirmar acerca de si próprio que […] Irrita-me a falta de curiosidade […] e seguidamente afirmar que Arquimedes descobriu a alavanca.
Vejo está falta de rigor/raciocínio, bem como de curiosidade, em várias pessoas, digo mesmo que é uma característica dos Portugueses «genericamente falando», vários exemplos associados a este ocorrem, como o exemplo de atribuírem a teoria heliocêntrica a Galileu.

André disse...

Não foi por falta de curiosidade que, dizes tu, cometi esse erro. De facto fui consultar à minha enciclopédia, que pelos vistos não é grande espingarda.
Sabes, com todas as enormidades que escreveste hoje, dir-se-ia que também estás com vontade de escrever. Infelizmente, para ti, não creio que esta forma seja a mais indicada.
Se quiseres até te posso aconselhar um nome para o teu blog: anti-andre ou motim ao andre ou abaixo o andre, etc.
Tanta revolta à minha pessoa e respectivas opiniões, diria que tens fortes sentimentos por mim, talvez amor, mas bem sabes que eu sou hetero. Embora te aceite e compreenda, uma relação comigo nunca será possível. Sinto muito.

Anónimo disse...

Outra resposta que se traduz por (desconversa) efectivamente não dizes nada. O que tu respondeste foi algo do tipo: ai tás com revolta... Ai Ai Ai, devias ter um blog anti-andre... Que resposta é esta???
Não tenho revolta relativamente as opiniões por serem tuas, simplesmente as opiniões são imbecis e por acaso (não acredito no acaso, isto deve ser destino) as ideias são tuas. Mas indo directo ao assunto repito, se fosses mais curioso verias que a tua enciclopédia por melhor ou pior que ela fosse não estaria coerente, para isso é necessário curiosidade e, algum poder de relacionar as coisas, não é necessários ter muita informação, pois essa já tu tinhas, não soubeste foi indagar-te, por em causa e relacionar… Faltou-te algo… tudo provado nos teus posts

Anónimo disse...

E então? há resposta??