sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Enjoos

Eu sempre enjoei em quase todos os tipos de transportes (excepto aviões e comboios - sim o metro também é uma espécie de comboio), mas ultimamente - nos últimos anos - os meus enjoos não têm sido tão intensos como eram. Até esta quarta-feira!
Nesse dia tive que ir a um Workshop na Universidade Atlântica (Oeiras). Fui e vim de táxi. Se para lá enjoei, para cá fiquei mesmo mal disposto. A tal ponto que à noite ainda via o taxímetro às voltas na minha cabeça.
Não sei o que é que se passa comigo para ter regredido neste aspecto.
Talvez seja por ter deixado de fumar? Ou então estou-me a tornar num verdadeiro mariquinhas...
Claro que se for a conduzir, ou mesmo no lugar do morto, já não enjoo - tem a haver com o equilíbrio -, o que me leva, sempre, a combater pelo lugar da frente.
Ontem (quinta-feira), almocei fora e comi umas pataniscas com arroz de tomate. As pataniscas estavam ultraoleosas, o que me deixou, outra vez, mal disposto para a tarde toda. Também não podia refilar, porque era um daqueles restaurantes (tasca) que vendem refeições a três euros.
Hoje tenho andado bem, mas já sei que segunda-feira vou estar enjoado outra vez, mas isso é por outras razões.

5 comentários:

jose cardoso disse...

Comigo é que não voltas a andar de carro.....não vás tu voltar a vomitar-me em cima.Escatológico sim, mas não exageremos.

André disse...

Isso já foi há muitos anos. Ainda não e esqueceste disso? Seu...seu...seu traumatizado!

Sofia Neves disse...

ERRO: Ainda não e esqueceste disso
Correcção: Ainda não te esqueceste disso UI!UI! Não estavas com o dicionário ao lado!!He!He!He!

André disse...

/&%$&$#&$#&$#&$#&%#$Y&$/%$/$#/

Sofia Neves disse...

%$#(/&%$##""# para ti tb!!!! LoL