segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Isso é meu, amor!

Parece que o facto de eu guardar todas as revistas que compro faz especial confusão ao sexo feminino. Já os homens compreendem-me.
Nunca percebi muito bem este sentimento delas em relação ás minhas revistas.
Já é um facto conhecido que as mulheres são o terror das "recordações" e "arquivos mortos" de todos os homens. Basta olhar para o outro lado, um momento de distracção e elas atiram todo o nosso património para o lixo.
Seria de esperar que elas nos tratassem com a mesma cortesia que nós, muito nobremente, as tratamos ao respeitar todos os ínfimos pormenores de decoração que nos é imposta. E devo acrescentar que todos os "bonecos", quadros e outras bugigangas, tornam a limpeza do pó muito mais difícil.
É verdade que tenho algumas fobias, mas uma muito particular dá-me suores frios e noites agitadas quando me imagino casado. É uma espécie de sonho recorrente em que me vejo fora de casa, afastado das minhas posses, e a minha mulher, com um sorriso matreiro, empacota todas as minhas revistas com o intuito de as dar ou deitar fora. Acordo repentinamente, em pânico, suado e ás vezes com um pequeno berro abichanado.
Agora que já sei o que me pode acontecer no futuro, já tenho planos, esquemas e blueprints para salvar os meus amores.
Serei obrigado a ter um armazém ou uma segunda casa, onde guardarei, a salvo, tudo cuja existência for ameaçada por algumas perguntas chave da minha mulher: O que é isto? Para que é isto? Vais guardar isto? O que é que isto está a fazer aqui? Tens a certeza que queres isto? Porquê? Para quê?
Agora já posso dormir descansado.

11 comentários:

Patrícia Cardoso disse...

Terapia de regressão!! Vais ver que encontras uma explicação para as tuas fobias!!

André disse...

Nunca te perdoarei por me teres gamado a minha colecção do Jacaré

Patrícia Cardoso disse...

loool epá esquece lá isso!!
Ainda por cima foi por uma boa causa, eu dei a uma menina pobre!!!

André disse...

Ai não esqueço não!
A minha bela colecção...chuif!

Marciana disse...

ahahahhahaha, acalma-te dizer-te que nem todo o gajedo é como a do teu sonho???

André disse...

Um bocado, mas tem que ser com festinhas ao mesmo tempo.

Marciana disse...

Pois, mas festinhas tá dificil, serve pedir a tua irmã dar-tas por mim??

Patrícia Cardoso disse...

ARGHHHH NEM PENSAR!!!

Ficas a saber que beijinho ao meu irmão, só no dia de aniversário!!

André disse...

ídem...

Dizeres Meus disse...

peço desculpa por interromper tão fraternal discussão, mas acho que te esqueceste do essencial ó miudo: primeiro tens de arranjar uma gaja, depois ela muda-se lá para casa e só a partir daí é que te começas a preocupar. Acho que estás demasiadas vezes à procura de desculpas para não teres namorada e esses gritinhos de que falas parecem-me cada vez mais suspeitos.....

André disse...

Animal! Até que enfim que dizes qualquer coisa, merda, mas qualquer coisa.
Primeiro, as minhas preocupações são sempre preventivas; segundo és capaz de ter razão em relação ás desculpas; terceiro, só estava a imitar os gritinhos que tu fazes quando estás de joelhos...