segunda-feira, fevereiro 05, 2007

O feitiço da Lua

Ainda em continuação da história anterior (Apanhado por uma velha veloz) venho relatar o que aconteceu no dia seguinte a ter transmitido os óbitos dos vizinhos à minha mãe.
Mas antes um parêntesis: Se eu sou meio cabeça-na-lua, tenho a quem sair. Mas se na minha viagem lunar ainda vou na atmosfera terrestre, a minha mãe já pousou na Lua há muito tempo.

Quinta-feira

O meu cérebro foi formatado durante três quartos de hora por uma vizinha geriátrica. A formatação serviu para que 2 Tera Bytes de informação relativa a cães, vizinhos falecidos e vidas alheias fossem copiados para o meu cerebelo via áudio; Mais tarde, nessa noite, descarreguei a lista dos óbitos verbalmente, e mais uma vez via áudio, nos ouvidos da minha mãe.

Sexta-feira

A minha mãe andava em pulgas para dar os sentimentos a alguém, até que, já noite, encontrou uma vizinha idosa a quem se dirigiu rapidamente. E o diálogo, relatado mas não presenciado, foi tão estranho como isto:

A minha mãe - Boa noite! Os meus sentimentos.
A vizinha - Perdão...
A m.m. - Os meus sentimentos! O meu filho disse-me que o seu marido faleceu.
A V. - O meu marido não morreu...
A m. m. - Ai morreu, morreu! Foi o meu filho que me disse.
A V. - Ele é meu marido. Se tivesse morrido julgo que saberia.

Nisto a minha mãe começa a pensar no que tinha acabado de dizer e olha para a vizinha que já estava com um ar divertido perante esta certeza da minha mãe. O que se passou a seguir foi uma gargalhada pegada entre as duas.
Tenho que afirmar a minha inocência. As informações transmitidas estavam correctas, a minha mãe é que não me ouviu lá da Lua.
Ainda faltam dar dois sentimentos, vejamos o que irá acontecer nos próximos dias.

Nota: Quem quiser ler uma versão desta história muito resumida, mesmo muito resumidasinha, vá aqui.

9 comentários:

Cocas disse...

Coisas da minha sogra :P
Maridão como estás??? Tenho saudades tuuuuuasssss....tenho tido tanto trabalho que nem dá para ir a casa :P
Espero que quando chegar, seja mto bem recebida...penso que deves estar "cheio" de saudades :P

Patrícia Cardoso disse...

Não tens mais nada para escrever?? Resumida ou não, já estava escrita!!

Plagiador!!!

Patrícia Cardoso disse...

AHHHH
Thanks for the link!!!

Cocas disse...

Minha querida cunhada...o meu marido não é plagiador!!!
Será que não vês que a história dele, com ajuda dos dicionários claro, esta bastante engraçada!!!

André disse...

Estou cheio de saudades e de outras coisas. E escusas de me contar histórias para adormecer como a "queca mágica" que comigo não resulta.

Patrícia Cardoso disse...

Querida Cunhadita

Apesar de o meu texto estar mais "resumido", parece-me que está suficientemente esclarecedor!

Mas podemos sempre sujeitar a votação, a qualidade dos dois!

André disse...

Mas querem me casar à força?

Patrícia Cardoso disse...

AH É VERDADE...E A GENITA?? TAMBÉM FAZ PARTE DA HISTÓRIA!! BRONCO!

Cocas disse...

André

Quereeeeemmmmmm?? Mas tu andas louco ou quê???
Tu já és casado comigo, lá que não queiras assumir "púbicamente" looool é um problema que é teu!!!!!