quinta-feira, setembro 15, 2005

O puto como objecto de conversa.

Será possível alguém ter como único tema de discussão o seu filho de quatro anos, isto passa-se desde a sua concepção.
Mas mesmo o único tema.
Se não fôr relacionado com trabalho, a única conversa que esta rapariga tem é o relato das aventuras da sua cria.
Eu não tenho filhos... acho!, e sei que quando e se os tiver, vou-me sentir muito orgulhoso e provavelmente, serão, será, o único tema de conversa durante os primeiros meses. Mas nunca durante quatro anos consecutivos!!!
Seja qual fôr o assunto que estiver em debate na altura, esta jovem consegue se lembrar do último malabarismo que o seu filho fez, relacionado com o que se fala no momento, e a partir daí só dá o seu filho. É geralmente aqui que eu me retiro educadamente, porque a conversa já me enjoa.
Ah! O puto, pelo que eu percebi, é um mimado de todos os tamanhos. Só podia ser, com uma mãe galinha destas.

Sem comentários: