quarta-feira, junho 15, 2005

Quais empregadas quais quê!!!

Isto de ser solteiro e de viver sozinho tem que lhe se diga. E em relação à limpeza da casa, há muito para dizer...
Tenho uma espécie de revolta enojada em relação às limpezas. Detesto os maníacos da higiene.
Por isso, deixo aqui várias técnicas de limpeza (para gajos!) que passo a aconselhar:
  • Na cozinha, os azulejos só os limpo quando ao colocar a minha palma da mão não a consigo tirar. A louça deixo-a amontoar até não ter mais nenhuma (é sempre um bom sinal!). A prata da placa, só a mudo quando os restos de comida e líquidos que lá ficaram, não me deixam ver os bicos. O microondas - é preciso limpar?;
  • Na casa-de-banho, quando os intervalos dos azulejos passam do preto a um verde lodacento, normalmente é um bom sinal. À banheira, quando vou tomar o meu duche diário e no final não consigo descolar os meus pés do chão, também é um bom sinal;
  • Para o pó no geral. Geralmente o pó não me faz grande confusão. Apenas tenho que ter cuidado em limpar os ecrãs da TV e do monitor. Um bom sinal para o limpar é quando começo a espirrar e só paro quando saio de casa. Mas por outro lado também pode ser alergia a outra coisa qualquer, por isso verifico se é realmente o pó com um teste muito simples que é observar uma obra bastante poirenta durante 10 minutos, se não espirrar ainda se aguenta mais uns diazitos sem tirar o pó;
  • Para a porcaria no chão utilizo uma técnica de amostra. Varro 1 metro quadrado e faço as contas para o resto da área da casa, normalmente aguenta-se uma semanita no máximo duas. Para os idiotas: não tirem a amostra sempre do mesmo sítio, e se o tiverem de fazer voltem a dispor a porcaria no mesmo sítio de onde a tiraram;
  • Para o cão, é só cheirá-lo!;
  • Para vocês, chamem o cão... .

Sem comentários: