quinta-feira, maio 12, 2005

O Capitão América que há em vós

Admiro as pessoas que são cem por cento íntegras e com uma "clara" definição do bem e do mal. Infelizmente, eu não consigo ser assim. É uma revolta pessoal.
Não sei se é o meu raciocínio que está errado ou o destas pessoas. O que é certo é que muitas vezes gostaria de ter esse tipo de personalidade.
Não conheço muitas pessoas assim, pelo contrário conheço muito poucas, mas fazem-me sentir desadequado e, ao mesmo tempo, orgulhoso de as conhecer.
Eu não consigo ver as coisas a preto e branco; bom e mau; etc. Tenho a tendência para vêr uma enorme paleta de meios tons e gradientes e cinzentos e pastéis.
Talvez tenha sido um erro fundamental na minha educação, nesse caso tenho que prestar contas com a minha mãe. Talvez seja um erro de formação. Talvez seja um problema congénito. Talvez esteja certo... nãa! Estou errado!
Não consigo deixar de pensar que se fosse assim, viveria muito menos atormentado com dúvidas (de todo o tipo) e alcançaria os meus objectivos de vida com maior facilidade.
É uma frustração que eu tenho há muitos anos, não é de agora, não conseguir ser um "Capitão América".
Apesar de admirar muito o "Capitão América", sinto-me sempre mais sintonizado com um "Wolverine".

P.S. Para quem não perceba as referências, acho que o texto, por si só, já é suficientemente elucidativo.

3 comentários:

Dizeres Meus disse...

Para além disso a farda do capitão américa com aquele escudinho é um bocado amaricada. Acho que ele se devia chamar Capitã Amaricas, com aquelas dúvidas todas.
Já o wolverine, tem patilhas, e ter patilhas é de homem...

André disse...

Devo dizer que, apesar da jocosidade do dizeres meus, aprecio o Capitão América. Só para não interpretarem mal este post.

Lullaby disse...

Hahaha! ai,ai,ai as patilhas do wolverine! ;)