sexta-feira, março 28, 2008

Quase que magoava a bete

Tenho que esclarecer primeiro que este post não é para irritar de forma alguma a minha amiga que dança Tango, mesmo assim não é aconselhada a leitura deste pela referida.
Ontem fui ao concerto dos Portishead, e estou contente por três razões: a minha namorada é agora uma fã; o concerto foi espectacular!; e passei (quase fui de encontro) a centímetros da Beth Gibbons.
Como chegamos cedo aos Restauradores, resolvemos ir primeiro jantar. A zona ainda se encontrava relativamente calma.
Enquanto descia aquela rua do Olímpia, olhei sorrateira e melancolicamente para o velho cinema e recordei aqueles belos cartazes dos anos 80 com gajas todas descascadas e prontas para o sexo maroto.
Enquanto a minha mente porca desfiava várias obras de arte porno, vi uma cara conhecida a subir a rua. Mais uma vez pensei, "D'onde é que conheço esta gaja?". Desta vez o acesso aos meus pouco cooperantes neurónios foi mais rápido do que o habitual, pois assim que me desviei dela, não a lesionando por encontrão por pouco, lembrei-me: "É a Beth Gibbons!!!"; murmurei com uma voz afectadamente amaricada para a minha namorada, que me olhou com aquela suspeita pensativa de gaja: Bete quê? Ai o caraças que este gajo tem demasiadas amigas p'ro meu gosto.
Ainda bem que não a lesionei, não gostava de a ver no palco coxa a olhar para mim com cara de poucos amigos.

3 comentários:

Avelã disse...

SIM PORQUE ELA LA DO ALTO DO PALCO IRIA OLHARA PARA TI, SONHADOR MEU AMIGO

André disse...

Na verdade ela estava lá em baixo, eu é que estava no alto ;-)

moimeme disse...

:(

sem comentários....