sábado, março 15, 2008

Outras utilizações para os rolamentos e a tinta da china

Esta tentativa de implementação de uma lei que proíba os piercings na língua de um adulto é demasiado rídicula para ser verdade. Assim de repente, parece uma tentativa de desvio da atenção da merda que o PS anda a fazer...
A ser verdade, sou contra!
É óbvio que furar a língua acarreta consideráveis riscos para o furado, mas por outro lado, também é verdade que sexo oral por uma língua artilhada com metal é muito bom - pelo menos é o que ouço dizer.
Não sou médico, mas quer me parecer que todas as operações de embelezamento (mamas novas, cara nova, etc.) têm os seus riscos. Existem sempre probabilidades de a coisa correr mal, seja na língua ou nas mamocas. Portanto, para se proibirem estes rituais primitivos, também se deviam proibir as clínicas de cirurgia plástica de... plastificar?
Claro que se a lei só prever a certificação do pessoal e estabelecimentos que procedem a estes furanços e segundas de mão, aí sou obrigado a concordar. Agora, proibir é que não!
Quanto à proibição de os menores se tatuarem e se furarem, acho que tenho que concordar. Se (quase) todas as coisas prejudiciais à saude são proíbidas aos putos, isto é apenas mais uma. E sou obrigado a concordar, não porque pretendo substituir os pais, mas porque estes cada vez estão mais ausentes na instituição 'família'.
Fica uma dúvida no ar: Fiscalização. Quem e como?
Suponho que a ASAE não irá proceder a buscas minuciosas nos Liceus, pondo os putos em formatura com a língua de fora e mandando-os despir. Talvez um detector de metais à entrada das escolas pudesse resultar. Eu se fosse aos putos, andava com cuidado a partir de agora. Assim que visse baldes de lixívia e alicates à porta da escola, não punha mais lá os pés.
Quando eu era puto, nem os rolamentos se punham na língua, nem a tinta da china debaixo da pele. Pelo menos em Portugal.

2 comentários:

Florença disse...

Há por aí muito gajo e muita gaja que davam uns excelentes filtros para café :)

antonio disse...

Eu quero ver é como é que vão controlar os piercings genitais... vem aí uma nova ASAE?