quarta-feira, dezembro 13, 2006

MALTDITO SARDET!!

Cheguei ao limite das minhas forças!! Já não consigo ouvir um tal de Sardet a cantar uma merda qualquer que passa 50 vezes por dia na maldita RFM que eu sou obrigado a ouvir no local de trabalho!!

E ainda por cima uma música com esta letra!!

REPAREM BEM!!


Eu gostava de olhar para ti
(Gostavas??? És panasca!! Homem que é homem fala sempre no presente e não numa espécie de condicional envergonhada escondida num pretenso tempo passado!! Dasss, mas qual é o verdadeiro homem que diz “eu gostava”?? Ou se gosta ou não se gosta!!!)

E dizer-te que és uma luz
Que me acende a noite, me guia de dia e seduz...
(???? Uma luz para nos guiar de dia??? Já agora põe um preto retinto com a boca tapada com fita cola preta a guiar-te de noite no mato em noite de completa escuridão!!”)

Eu gostava de ser como tu
(Laivos de transformismo : PANASCA!!!)
Não ter asas e poder voar
(Ela não tem asas e voa???? É comandante da TAP?? Pilota helicópteros??? Ou afinal tem asas e o tanso do Sardet é que não as tem?? E neste caso, não estará ele perdidamente apaixonado por uma gaivota que conheceu numa viagem de cacilheiro quando foi visitar os seus primos da Trafaria??)
Ter o céu como fundo, ir ao fim do mundo e voltar...
(Fundo de quê?? Estará a querer fazer o pino?? E alguém diga a ele que, sendo a terra redonda, o fim do mundo situa-se, muito provavelmente no local da partida)

Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço!
O que é que me deu?
Para gostar tanto assim de alguém
Como tu...
(Aqui reside o grande problema!! Porque reparem, ele está surpreendido é por gostar tanto assim da gaja (bem supondo que é uma gaja, claro!!), como se ela fosse a maior puta à face da terra e ele não percebesse porque razão se apaixonou por ela. Pior…. Como não existe qualquer razão lógica para gostar da vaca, ele apela para o sobrenatural: O feitiço!! Ora, isto não abona nada em favor dela. Isto é daquela cenas que a malta afirma quando está no meio de uma quente discussão (e reparem bem na semelhança das palavras), tipo: Ela: “tu és um sacana e um porco que só liga aos amigos e ao futebol”! Ele: “ Realmente…. Eu não sei o que me aconteceu, Foi feitiço!! O que é que me deu para gostar tanto assim de alguém como tu...Minha cabra!!”)

Eu gostava que olhasses
para mim
(mais uma vez a condicional envergonhada escondida num pretenso tempo passado)

E sentisses que sou o teu mar
Mergulhasses sem medo, um olhar em segredo, só para eu
Te abraçar...
(Alguém que diga ao gajo, já agora, que fica muito melhor a gaja ser o mar e o gajo o tipo que mergulha: A velha analogia da penetração, mas soa melhor!! E o que é essa merda do olhar e do abraço??? Abraço?????? PANASCA!!!)

Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço!
O que é que me deu?
Para gostar tanto assim de alguém
Como tu...
(blablablabla!!)

O primeiro impulso é sempre mais justo, é mais verdadeiro...
E o primeiro susto dá voltas e voltas na volta redonda de um beijo profundo...
(Justo??? Verdadeiro?? Mas que raio de impulso é este??? O engate na discoteca?? E o susto?? Estamos a falar de quê??? O marido da gaja que chegou mais cedo a casa?? O pai dela que nos ia dando cabo do coiro com uma caçadeira de canos serrados?? Os irmãos da tipa que são membros da máfia siciliana?? E que raio de beijo profundo é que tem uma volta redonda??? O gajo chegou ao estômago, por acaso??)

Eu...
Eu não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço!
O que é que me deu?
Para gostar tanto assim de alguém
Como tu...
Eu...
Não sei o que me aconteceu...
Foi feitiço!
O que é que me deu?
Para gostar tanto assim de alguém
Como tu...
Como tu...

(Idem, Idem, Idem!!)

7 comentários:

André disse...

Tenho que confessar que, porque ouço muito pouco a rádio, não conheço esta música (julgo). Mas do que li aqui já deu para me fartar de rir.
Afinal quem é que lhe escreveu a letra? Que ganda bazaroco!
Não vou discutir o gosto duvidoso das metáforas, mas o verso "O que é que me deu? Para gostar tanto assim de alguém
Como tu..." é hilariante.
Eu gostava (mesmo muito) de estar presente quando a gaja (?) ouviu a música pela primeira vez. A julgar pelos elogios, é capaz de ter compreendido à primeira.

marciana disse...

AHAHAHAHAA PUTINHA QUE PARIU MOÇO, ADOREI

www.trenguicesminhas.blogspot.com

marciana disse...

lLi agora o comment relativo as profissoes de gajas, todas trabalham em loja e ganham pouco e queria deixar aqui expresso o seguinte. MURCON DO CARALHO!

www.trenguicesminhas.blogspot.com

O Anarquista Duval disse...

Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! Ha! tás lixado João...levar com o André Sarnento o dia inteiro deve dar para um gajo enlouquecer...e já viste a complexidade das músicas do gajo? um dia destes foram á minha loja perguntar se tínhamos !PARTITURAS! do gajo!!!!!! porra...eu que não sei tocar guitarra oiço aquilo e adivinho os acordes!!!!!!! o gajo é a próxima geração do pimba!!!é o pimbtelectual!!!!!!!!!!!!!!!!!

André disse...

Marciana, és uma ganda maluca!

pickle disse...

também eu tenho ouvido muito esta música na rádio que ecoa do andar de baixo. Mas de facto nunca mais me vou esquecer do que aqui li quando voltar a ouvir a música. LINNNNDOOOOO! OBRIGADA.

icaro disse...

Só mesmo para agradecer terem posto em linhas aquilo que eu penso todos os dias ao ouvir esse feitiço falhado!! Tá LINDO