quarta-feira, agosto 16, 2006

What if...Andre was destroyed by a rotten tomato?

Se há coisa que me aflige em relação às pessoas próximas de mim é o que possam dizer em momentos inadequados com conteúdos ainda menos adequados.
Eu nem me posso queixar muito porque sou uma espécie de Rei a mandar bocas idiotas e com péssimo timing.
De qualquer maneira o meu próprio defeito - tenho a certeza que passado hereditariamente - é o meu grande medo. Nem percebo porquê. De modo geral não me preocupo muito com o que terceiros possam pensar de mim. Por outro lado até sou um gajo que cora com bastante facilidade...
Abro aqui um parêntesis para relatar a minha última aventura no campo dos tomates maduros - Regressava eu a casa, de metro, vindo do cinema. Na minha cabeça ainda se desenrolava o excente Superman Returns. Nisto uma rapariga esbelta vem-se pôr mesmo ao meu lado. Todos os meus pensamentos sobre um homem que voa foram substituídos por várias imagens desta rapariga em poses sensuais, também a voar. E quando este tipo de pensamentos trespassa a minha cabeça, rapidamente é substituído por outro que é uma frase em grandes letras néon a piscar e que dizem: Vais corar!!! Depois disto a minha ideia em sair duas paragens a seguir foi substituída por quero sair daqui imediatamente!, o que realmente aconteceu.
Talvez esta seja a minha kryptonite. O que vale é que não actua sempre.
Mas voltando ao tema. Muitas vezes ponho-me a sonhar acordado. E, estou certo, como a maior parte das pessoas tenho propensão para destruir metade dos sonhos com um fim alternativo. Um fim destrutivo recorrente é um em que alguém próximo com um mau comentário na altura errada começa a bola de neve que irá destruir a minha aldeiazinha de harmonia.
Talvez tenha lido muitos What if...? da Marvel...

Sem comentários: