quarta-feira, fevereiro 23, 2005

Os chatos vão ao cinema.

Quando vou ao cinema, há uma coisa que eu abomino mais do que telemóveis, pipocas, pessoas altas à minha frente (isto engloba muita gente), comentários durante o filme, chegar atrasado ao filme por culpa de outro, um mau lugar, enfim... não é bem uma coisa (mas passa por isso) é um tipo de pessoa.
É o tipo mais chato dos chatos!!
Este energúmeno: animal que deve levar com um objecto contundente sempre que se põe a disparatar - Esta irritante espécie de protozoário, é todo o sujeito que se sente na obrigação de criticar, de forma não construtiva, o filme assim que este acaba e às vezes, mesmo no intervalo.
O parasita em causa, até pode gostar do filme, mas faz sempre questão de focar os seus pontos mais baixos e pontapeteá-lo a partir daí.
Este verme, este parasita, este fungo, só está satisfeito quando tece comentários pejorativos de algo que até ele gosta. Dir-se-ia que entra numa espécie de exercício sado-masoquista sempre que entra/sai de uma sala de cinema.
Porque é que isto me irrita tanto???
Eu adoro ir ao cinema. Não é só pelo filme mas também por todo o ambiente que se gera à volta deste magnífico evento. Provavelmente, quem não gosta ou não tem por costume a ída ao cinema não percebe o sentimento.
Dito isto, não é por demais realizar que, se um filme me saciar, eu entro, ou melhor, saio num estado catatónico. E, assim, neste estado e camboleante, me dirijo para casa.
Obviamente que se estiver com amigos que partilhem o meu gosto por cinema passamos uns bons momentos (o que é o tempo?) a falar sobre o filme que acabamos de vêr.
E num terceiro cenário, que é quando estou acompanhado por esses broncossáurios: todo o sentimento dentro de mim, se esvai perante o vomitado de alarvidades que estas bestas jorram.


MENSAGEM AOS MASTODONTES:

Deixem de ir ao cinema com pessoas normais. Por favor, vão sózinhos!!!!!!!!

Sem comentários: