terça-feira, junho 30, 2009

Quem é o estúpido?

Sinceramente, não sei o que pensar sobre a constante produção de versões americanizadas de filmes "estrangeiros". Se por um lado eu sou a favor da suprema liberdade artística; e do livre remixing. Por outro, não vejo este fenómeno como expressão de liberdade artística ou livre propagação da cultura, antes, mais como uma espécie de certificado de estupidez para com o povo americano, e também um certificado de incompetência para com os não-americanos: "é realmente uma boa ideia, mas nós vamos apurá-la, melhorá-la e fazer dela uma ideia perfeita; americana".
Também me sinto parte desta aculteração, porque muitas vezes até gosto das versões americanas; pior, algumas vezes até as prefiro à original. A verdade é que o produto americano já vem todo mastigadinho, e não há melhor coisa para preguiçosos; como eu posso ser às vezes...muitas vezes.
Sinto-me muito dividido - revoltado e curioso - sempre que leio sobre uma nova versão em que Hollywood está a trabalhar.

Sem comentários: