quinta-feira, maio 28, 2009

Eu sou ph... eu sou ph... eu sou do Partido Humanista

Como a minha querida e adorada me vai obrigar a votar nas Eleições Europeias, e porque eu nunca liguei nada aos valores partidários absolutistas, antes revia-me em uma série de ideologias que eram (são) transversais, fui obrigado a informar-me melhor sobre o "assunto".
Felizmente, encontrei uma ferramenta automática que me livrou do trabalho fastidioso de perceber em qual (partido) votar: http://www.euprofiler.eu/
Agora sei que pertenço, mais ou menos, ao Partido Humanista. Sou de esquerda como sempre desconfiei. De coração sou anarca, mas para mim a anarquia não passa de uma optimização extrema da Democracia.
E pronto! Já me formei em Política, à la "Novas Oportunidades", e sinto-me feliz.

16 comentários:

Anónimo disse...

Onde encontrou isto? No Google, num blog?

André disse...

Estou a tentar perceber a relevância da pergunta...

Anónimo disse...

Não tem, é só curiosidade minha.

André disse...

A curiosidade matou o gato...

Anónimo disse...

OK, interessante ter morto o gato.
Onde encontrou isto? No Google, num blog? Se não quiser responder, não há problema.

André disse...

E porquê a curiosidade? Se não quiser responder não há problema.

Anónimo disse...

Só curiosidade, essa não sei explicar mesmo que quisesse. Se não quiser responder não há problema.

André disse...

Sendo assim não respondo.

Anónimo disse...

Obrigado, pois em parte com o que diz reponde a minha curiosidade.

André disse...

Então afinal a curiosidade tem um objectivo, não é apenas curiosidade inexplicável, tal como eu pensei.

Anónimo disse...

Não, não tem, lamento desiludir.

Anónimo disse...

Parabéns André! Já há muito tempo que não recebias maluquinhos no teu blog.

Anónimo disse...

Este último comentário foi escrito por mim: Zacarias (o teu amigo Z.)

Anónimo disse...

Zacarias,

O insulto é frequentemente usado por maluquinhos.

Anónimo disse...

Anónimo, pelos vistos vives numa dimensão à parte. O insulto óbvio e sem subterfúgios é tido como razoável, já o que tu estás a tentar fazer (que parece-me de uma evidência assustadora) é que é utilizado, não digo por maluquinhos, mas por mariquinhas que ainda não foram desmamados. Tu não és maluquinho. Tu és é um daqueles cromos que, por falta de contacto humano, pensam que são muito espertos, quiçá até inteligentes.

Anónimo disse...

Esqueci-me de assinar outra vez.

Zacarias, Mr. Z