quinta-feira, junho 08, 2006

Não és o meu pai!

Caminhamos a passos largos para um regime paternalista e fascista.
Brevemente, quem ousar ir ao banho numa praia com bandeira vermelha correrá o risco de ser multado; Depois, quem se atrever a praticar desportos radicais - daqueles (todos) que são arriscados - será multado; E por fim, quem sequer pensar num acto perigoso, será multado e até, talvez, eliminado.
Consigo compreender que alguém que, inconscientemente, tenha arriscado a vida de outros, deva ser punido por isso; Consigo compreender que devam existir regras associadas a cada actividade, embora não as seguir não deva ser automaticamente razão para uma punição (cada caso é um caso); E consigo compreender que quem passa a linha do aceitável, do razoável, possa ser marginalizado, olhado com suspeição e não recomendado a relações com pessoas "equilibradas".
Não consigo compreender a proibição de se ser estúpido, assim como também não consigo compreender a guerra preventiva.
No final, a opção de saltar do precípicio é minha, voe ou não.

2 comentários:

Dizeres Meus disse...

jovem,
isto não é por tua causa, tu podes ser estupido, mas os banheiros têm o dever de te ir buscar da tua estupidez e por vezes são eles que se lixam, certo?

André disse...

Podem ir, mas eu não lhes pedi nada...